Ceeja

Ceeja

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Festa Junina

No mês de junho, comemora-se por todo o Brasil as tradicionais festas juninas e o CEEJA não poderia ficar de fora. Todas as áreas decoraram suas salas e também a escola.



























segunda-feira, 19 de junho de 2017

Projeto – Autor do mês – Conhecendo o Escritor

JUNHO – MACHADO DE ASSIS

Carioca, filho de um operário mestiço de negro e português, foi criado pela madrasta, também mulata, foi cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta, considerado também um autodidata, pois frequentou uma única escola pública em sua vida. Tinha uma saúde frágil, epilético e gago, e mesmo sem ter acesso a cursos regulares, empenhou-se em aprender.
Aos 16 anos, publica seu primeiro trabalho literário, o poema ELA, na revista Marmota Fluminense, de Francisco de Paula Brito, que acolhia novos talentos da época.
Três anos após, retorna a livraria como revisor e colaborador, e integrando ali a sociedade lítero-humorística Petalógica, onde criou um círculo de amigos, do qual faziam parte Joaquim Manoel de Macedo, Manoel Antonio de Almeida, José de Alencar e Gonçalves Dias.
Seu primeiro romance – “Ressurreição” – foi publicado em 1872; e em 1874 no jornal O Globo, começa a publicar em folhetins o romance “A mão e a luva”.
Em 1881, pouco convencional para a época, escreve “Memórias póstumas de Brás Cubas”, considerado um marco do Realismo na literatura brasileira.
É fundador da cadeira nº 23 da Academia Brasileira de Letras, e escolheu o nome de José de Alencar, seu grande amigo, para ser seu patrono. Pela sua importância como escritor, a Academia Brasileira de Letras passou a ser chamada de CASA DE MACHADO DE ASSIS.
         Obras dele que temos na escola: Memórias Póstumas de Brás Cubas,  Dom Casmurro, Iaiá Garcia, Esaú e Jacó, Quincas Borba, Ressurreição,  Helena, Contos Fluminenses e Memorial de Aires.









segunda-feira, 5 de junho de 2017

Dia do Meio Ambiente

Todas as equipes do Ceeja mobilizaram-se para celebrar tão importante data, foram montados vários painéis pela escola e a equipe de Ciências da Natureza desenvolveu uma oficina, "O Caminho das Águas", mostrando a importância da preservação de tão importante recurso. Para tanto, os alunos seguiram um roteiro de experimentação, estabelecendo a relação entre teoria e prática.

Painéis sobre a preservação do Meio Ambiente


















Oficina "O Caminho das Águas"