Ceeja

Ceeja

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Oficina Lapidando a Dissertação

Disciplina / Área: Linguagens, códigos e suas tecnologias.

Professores envolvidos: Ana Paula Leite Borda, Eliane Peixoto Parron Paim, Iara Maria Correia de Oliveira, Maria de Fátima Molinari, Marks William dos Santos, Marlene Biscaino Alcantara e Valéria Vieira Alves.

Público Alvo: 3ª série do Ensino Médio e alunos inscritos no ENEM.

Cronograma: 30 de Outubro de 2017, às 19 horas.

Conteúdo: Produção de texto dissertativo e expressão oral da leitura silenciosa de textos em prosa, charges, poemas e gráficos.

Introdução:

Para aprender a escrever, não bastam técnicas, leituras e motivação. Também é preciso exercício. Escrever é como nadar: só aprende quem pratica, portanto só aprende a escrever escrevendo.

Justificativa:

A falta de orientação tem levado nossos alunos ao desânimo. Após algumas tentativas frustradas, convenceram-se de que não são capazes de escrever. Por isso, faz-se necessário a conscientização de que a produção de textos é uma tarefa artesanal, que exige esforço e persistência, deixando-os cientes de que mesmo os literatos, em geral, fazem e refazem seus textos muitíssimas vezes. O bom texto, assim como o diamante, só brilha depois de lapidado. O rascunho é indispensável tanto aos iniciantes como aos escritores consagrados, que nunca se dão por satisfeitos com o que produzem. É imprescindível motivar os alunos para essa prática, para que utilizem o hábito do rascunho até numa simples redação de bilhetes. Para a execução desse projeto serão necessárias algumas ações importantes como:
  • Expor textos diversificados de fácil compreensão de todos;
  • Executar o projeto com a presença de no mínimo dois professores;
  • Trabalhar a expressão oral com os alunos;
  • Utilizar no mínimo duas horas para a execução das tarefas propostas;
  • Fazer correções das dissertações, na oficina, com a presença do aluno;
  • Entregar cópias aos alunos das dicas “Lapidando a dissertação”;
  • Expor as dissertações a todos que participaram da oficina.

Objetivos conceituais:
  • Identificar a estrutura do texto dissertativo;
  • Refletir sobre o tema que será trabalhado: “Moradores de rua: uma questão social”;
  • Conhecer técnicas diferenciadas para encaminhar uma argumentação;
  • Rascunhar quantas vezes se fizer necessário.

 Objetivos procedimentais:
  • Grafar corretamente as palavras;
  • Empregar corretamente os acentos gráficos;
  • Propor sugestões para resolução de problemas;
  • Trocar opiniões com os colegas;
  • Expressar-se oralmente;
  • Ativar o repertório cultural do alunado;
  • Montar textos dissertativos, seguindo a coerência das partes, a partir de fragmentos;
  • Redigir textos dissertativos;
  • Construir parágrafos utilizando as argumentações convincentes.

Objetivos atitudinais:
  • Habituar-se à troca de ideias e informações entre colegas;
  • Valorizar a troca de conhecimentos entre os colegas;
  • Preocupar-se com a questão do tema trabalhado;
  • Valorizar a norma padrão;
  • Portar-se adequadamente nas tarefas propostas, respeitando as opiniões dos colegas;
  • Conscientizar da importância da tevê, jornais, revistas e livros, na atualidade, influenciando sobre a vida e sobre a linguagem das pessoas;
  • Estabelecer postura crítica diante das mídias;
  • Tomar posição diante das ideias apresentadas pelos textos, emitindo juízo de valor sobre os temas propostos;
  • Aceitar a crítica como uma forma de possibilitar o próprio aperfeiçoamento.

SEQUÊNCIA DIDÁTICA:
  • Leitura da charge com atenção;
  • Responder oralmente qual é o tema da charge;
  • Audição e discussão sobre a música: “O resto do mundo”, do Gabriel Pensador;
  • Discussão oral de cinco questões feitas pelo professor, sobre o tema da charge;
  • Exposição da estrutura do texto dissertativo;
  • Apresentação de modelo de introdução, desenvolvimento e conclusão de um texto dissertativo;
  • Leitura e explicação das dicas “Lapidando a dissertação”;
  • Visualização de um modelo estrutural de um texto dissertativo;
  • Formação de grupos para produção textual;
  • Entrega de textos de apoio e folhas para produção;
  • Momento de produção sob a orientação dos professores;
  • Entrega das dissertações aos professores conforme o término de cada grupo, para que fossem feitas as correções.
  • Leitura dos textos produzidos para que todos ouvissem;
  • Exposição das dissertações no mural da escola.

AVALIAÇÃO:

A avaliação será feita observando com muita atenção as deficiências de cada aluno e sanando-as, levando sempre em consideração, toda a sequência didática e respeitando os limites de cada aluno.









































quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Dia Nacional do Livro

Com o objetivo de celebrar o Dia Nacional do Livro, comemorado no dia 29 de outubro, o Ceeja Prof. José Libânio Filho, por meio dos professores de Linguagens e da professora da Sala de Leitura, programou uma série de atividades durante o mês de outubro.

Inicialmente, a professora Tânia Sanches, responsável por nossa Sala de Leitura, fixou inúmeros cartazes pela escola com frases inspiradoras, sem constar o nome do autor, justamente para chamar atenção dos alunos  e dos professores. 

No dia 25 de outubro, em seus Drops Literário com os alunos, a professora questionou se eles tinham visto os cartazes, se haviam lido as frases. Em seguida, revelou que elas  foram retiradas de obras literárias do grande escritor brasileiro, Carlos Drummond de Andrade. Dando continuidade ao evento, a professora leu o célebre poema "No meio do caminho" e fez alguns comentários sobre a temática.

Os professores de Linguagens também elaboraram um painel em homenagem ao escritor Lima Barreto.

Para encerrar as atividades comemorativas, a professora Tânia realizou, na Atpc do dia 1º de novembro, um Drops Literário com os professores, discorrendo sobre a história e evolução do Livro. Trouxe inclusive um manuscrito espanhol, muito antigo, por meio do qual seu avô foi alfabetizado e alfabetizava. Ao final da apresentação, ela presenteou cada professor(a) de nossa escola com um mini livro artesanal, confeccionados por ela.

Cartazes fixados pelos vários ambientes da escola






























Drops Literário Sabores da Leitura














Painel sobre o escritor Lima Barreto














Drops Literário, realizado em ATPC, sobre a história e evolução do livro